Você é assim tão singular


De certa forma, parece-me estranho escrever para alguém que ainda não conheço muito bem. Mas, antes que continue essa minha carta (meio torta) saiba que você é SINGULAR.

Querido...
Conheço a ti, em poucos dos meus dias e já sinto que preenches o vazio que por certo me atormentava. Minhas noites rondadas por lágrimas afundadas na saudade acolhem-se ao ouvir o quanto o meu cabelo é lindo, e o quanto me admira por eu ser a mais nerd da turma. 


Poucas são as pessoas, nas quais dou a oportunidade de passar a madrugada ouvindo meus áudios (com a voz mais rouca o possível). Querido você é especial.
Se desfaz de uma sexta-feira livre com os amigos para ter a possibilidade de me ver e pronunciar um simples “oi”.

Estava imersa, em um mundo onde o passado havia tomado conta dos meus presentes dias. E de uma forma tão SINGULAR tu me puxou pela mão e me mostrou como a vida pode ser bela. Mesmo depois de um coração partido.

Escondo até de mim essa paixonite que sinto por você, talvez seja por medo, ou pelo simples fato que adoro conversar 00:40pm sobre nossas bobas apostas, ou sobre como você tem carinha de ser uma pessoa orgulhosa.
Essas nossas conversas são tão SINGULARES, que mantenho arquivadas como aquelas que me fazem bem.

E se por ventura eu ainda não disse.
Quero conhecer esse seu eu.
Tão SINGULAR, quanto esse seu (lindo) sorriso.


Share:

3 comentários