A vida não vem com manual de instruções.

A vida não vem com manual de instruções.
Ainda bem.
Nunca gostei de ler manuais. Sempre tive aquele ego inflado de que posso aprender qualquer coisa por mim mesma. Sem contar a paciência que não tenho para lê-los.
Felizmente, a vida não vem com manual de instruções.
Já pensou se viesse, que graça teria?
A graça da vida é não saber vivê-la. Mas vivê-la mesmo assim.
Tudo acontece pois tinha de acontecer. Tudo que fazemos possui um propósito. Podemos não saber os motivos e as razões agora, mas a graça é essa.
Nós somos completamente errados. Em busca da evolução e não da perfeição. Perfeição é algo criado pela mente e a mente é enganosa. Assim como a perfeição.
Quem não se considera errado, já é errado.
A vida não é um jogo dos 7 erros. A vida é um jogo de mil erros.
Quem sabe, num futuro breve, lembraremos de nossos erros e riremos. E veremos o quanto eles nos fizeram crescer.
Que contraditório falar de futuro. Precisamos aprender a viver o presente. O passado já se foi e o futuro não nos pertence.
Adoro surpresas. E a graça da vida é essa, ser uma surpresa. Nunca sabemos o que ela tem reservado para nós.
Não se deixe cair nas amarras de uma amarga rotina. Viva e deixe viver.
A vida não possui manual de instruções. Mas se você quiser, ela te permite fazer o seu próprio. Porém, continuo sendo defensora das surpresas e do que elas podem nos proporcionar. Prefiro continuar jogando sem ter um manual.
Julgamos saber como viver a vida, mas deixemos nosso orgulho de lado e assumamos: não sabemos jogar esse jogo.

 A graça da vida é não saber vivê-la. Mas vivê-la mesmo assim. 

Créditos da imagem: Dourado no Rosa.

Share:

0 comentários