O amor que eu esperei



Agora que encontrei um porto seguro para o meu coração, consigo finalmente entender qual era o amor que sempre pensei á respeito.

Sempre refleti demais sobre o futuro e sobre o que ele poderia reservar para nós. Criei muitas vezes em minha cabeça o “namoro ideal” no qual eu me encaixaria perfeitamente. Imaginei como teria de ser, e o que eu faria para manter esse amor seguro, aqui dentro.

Namoro é sinônimo de companheirismo, cumplicidade, atenção. É mágico a ideia de “ter” alguém a todo momento do nosso lado. 

De verdade? Nunca fui boa na matéria de confiar nas pessoas. Não sou uma menina com muitas amizades. E o namoro me supriu isso.

Insisto em dizer que essa é uma das partes mais lindas de estar em um relacionamento. Ter a liberdade de ligar ás 1:00am para ele e contar todas as preocupações que não tem te deixado dormir. Ter a liberdade de desabafar por horas e horas sobre toda a pressão que a vida nos empoe.

Namoro é isso. 
É aprender a confiar, mesmo um pouco insegura.
É saber se ariscar só para ver aquele sorriso que te ajuda a sair da cama todos os dias.

É saber dividir uma lasanha que você tem certeza que comeria sozinho. 

Share:

0 comentários