Você mora em mim

 
- Olha amor, vamos visitar aquela igreja ali? 

- Vira de costas só para eu aproveitar essa luz e tirar uma foto sua.

- Tá bom - respondi sorrindo.

- Ei, não precisa soltar minha mão! 

- Eu não vou sair correndo, seu bobo.

- Mas eu preciso me prevenir que você não vai a lugar algum sem mim.

Esperei alguns segundos, o suficiente para ele tirar várias fotos, soltei a sua mão e me virei. Fitei seus olhos castanhos - que ainda atrapalhavam minha respiração desde a primeira vez. Sua expressão era de contentamento, concluí que o fato de vê-lo feliz assim e sentir meu coração bater descontroladamente, só era sinal do amor que bailava dentro de mim.

-  Nunca irei a lugar algum sem você. - Falei séria, agora olhando em seus olhos e com as mãos abertas em seu peito. Ele me segurava com seus braços fortes pela cintura.

- Então, isso quer dizer que desistiu daquele curso de férias na Espanha? - Perguntou com os olhos brilhando de expectativa.

- Não! Ei, já conversamos sobre isso! 

-  Ah, com o que você disse eu pensei que...

- Sabe que pode ir comigo, não sabe? - O interrompi. Ele então levantou suas mãos para o alto e sorriu aparentando decepção:

- Alguém precisa pagar suas contas. - Ignorei seu tom irônico, o abracei pelo pescoço e o trouxe para junto de mim.

- O que eu quero dizer, é que por mais que eu esteja longe, que eu vá, ou você também necessite ir por algum motivo, afinal, você sabe que nossas carreiras precisam disso... - Respirei, pousei a mão em seu rosto e continuei: - Eu nunca estarei sem você, nem você sem mim. Porque você não mora naquela casa de tijolos que dividimos os móveis e as contas juntos... você mora em mim, amor. Eu posso estar na Espanha, na Colômbia, do outro lado do mundo. Não importa, você sempre estará comigo onde quer que eu esteja. E sabe bem que tem permissão de sobra para habitar na minha mente, meu peito e meu coração.

- Você mora em mim, gostei dessa frase, vou ficar mais tranquilo agora. - Respondeu emocionado, logo após um beijo apaixonado.

- Agora vamos visitar a igreja?

- O que acha da gente aproveitar e casar de novo? - Perguntou se ajoelhando aos meus pés. - Aproveitei para me ajoelhar também e falei: Você tem meu sim todas as vezes que quiser. Eu te amo.

Share:

0 comentários