Conexão.



De repente você se olha no espelho e mesmo com a pouca barba devido a sua genética desfavorável nesse quesito, você assim como eu deve pensar puts, envelheci!.
Num lapso de sabedoria tu começa a se analisar profundamente. Emprego, carreira, família, sonhos, projetos, relacionamentos. RELACIONAMENTOS. Sim este é um blog que fala de relacionamentos também.

Simplesmente com o passar do tempo, tu perde o interesse em pessoas desinteressantes. Teu interesse se torna para a reciprocidade e um bom papo no balcão da lanchonete.
É ter padrões antigos e se oferecer para pagar a conta.
Caso ela se oferecer pra dividir, bem vindo ao século XXI.
A mulher hoje tem seu lugar e também trabalha e ganha salário, sabia?

É estacionar em uma cadeira de plástico e debater sobre tudo e falar sobre tudo. É ter uma conexão além de uma foto bonita de casal com 35467687 likes no facebook.
É ser curtido um pelo outro. Afinal, isso basta.

Dar uns beijos, pô, legal, bacana fera.
Mas tu já experimentou conversar com alguém madura o suficiente a ponto de te fazer rir e simplesmente te fazer desejar que o momento não acabe?
Beijo é consequência de uma conexão e só reforça o que o coração já te disse.

Bacana é sair no shopping de mão dada.
Sensacional é maratona em casa. Ela toda desarrumada falando do trabalho, da faculdade, do trânsito com um camisão seu e vendo tua saga favorita contigo (Senhor dos anéis, comigo já ganha ponto).
É brigadeirão de panela.
É Nescau quente.
É tirar foto mas nem postar.
É ter liberdade de ser quem você é.
É ter os amigos dela como seus amigos.
É viajar junto.
É ficar em casa junto.
É tomar café na panificadora mais cara da cidade.
É almoçar no restaurante da esquina para economizar.
É você desenrolar sobre seus sonhos.
É você (fingir) prestar atenção quando ela fala dos sonhos dela.
É conversar por Skype.
É conversar por mensagem.
É conversar por bilhetinho.
É conversar por código morse.
É conversar por um código próprio.
É ter conversa olho no olho.
É planejar.
É fazer.

Ter uma conexão dessas, é ir além.

Share:

0 comentários