Você pode ser melhor que isso




Chega de falar dele. Chega de falar dela. Vamos falar sobre você.

No tutorial "auto ajuda" de hoje, teremos: uma conversa sobre mudanças, solidão e outros desastres...
Eu sei. É muito difícil passar por tantas mudanças, transições e mutações (genéticas ou não). E a vida nos obriga a mudar o tempo todo. A bicha gosta de impor e impõe mudanças para as quais não estávamos preparados, algumas até tiram nosso chão, nosso teto, nossas paredes... Eu sei disso tudo, eu entendo. Afinal, eu também estou embarcada nessa viagem chamada vida.
Mas quer saber? Eu não vejo essa viagem como uma prisão. Não me sinto presa aqui. É claro, não escolhi nascer, nunca estive preparada para mudar, nunca estive preparada para sofrer e muito menos preparada para perder, mas é que se a gente passar por essa viagem de cabeça baixa chorando, a gente vai perder a belíssima vista que está passando ao nosso redor.
A embarcação tá balançando forte? Tá. A embarcação já te fez sentir enjoo? Já. A embarcação já te fez sentir saudades de alguém que não está mais contigo nessa viagem? Já. Mas levanta a cabeça e olha pela janela. Aliás, vai lá fora no mirante desse navio e faz igual no Titanic: abre os braços, feche os olhos, sorria e sinta o vento te abraçar. Não (!), você não precisa do Leonardo DiCaprio atrás de você, você pode (e deve!) fazer isso sozinho(a).
Você também não precisa que sua história tenha uma trilha sonora triste. E você também não precisa de um naufrágio. Você não precisa desistir. Sabe por quê? Porque até mesmo quando tiram nosso chão, nosso teto e nossas paredes, ainda nos resta sempre um céu lindo em cima das nossas cabeças que jamais veríamos se a casa não tivesse desmoronado.


Share:

1 comentários

  1. É sempre difícil a mudança, ainda mais esse tipo que abordaste no texto, por que simplesmente não a queremos. Quem quer perder a pessoa amada? Simplesmente ninguém. E nesses momentos, sempre agimos como se estivéssemos vendados, incapazes de perceber o quanto a vida tem a oferecer, e a beleza que há em algumas pessoas que nos cercam. Grande abraço linda, e belo texto.

    ResponderExcluir