Como funciona a mente do escritor?


Seja bem-vindo.
O escritor nunca anda sozinho. Antes mesmo de dar um passo à frente, as palavras já estão lá. Elas o acompanham involuntariamente.
O escritor ama escrever sobre o que ele mesmo vive, mas, se engana quem pensa que ele escreve apenas sobre sua própria vida.
Antes de tudo, vamos esclarecer: o escritor tem a sua própria vida, mas, vive várias dentro dele. A vida de sonhos que ele busca almejar e a vida de quem ele quiser ser.
Hoje, ele pode ser um Romeu que escreve sobre o amor. Amanhã, Julieta pode pisar em seu coração e sua escrita pode mudar para o rancor. Depois de amanhã, talvez nem em amor ele pense mais. Mas, será mesmo que essa escrita se trata da vida do escritor?
O escritor possui algo que nem todos possuem com facilidade, a empatia. Ou seja, ele sabe escrever sobre o que se passa na vida do próximo.
O escritor não vê o mundo apenas com os olhos físicos. Ele vê o mundo com os olhos da alma.
Para o escritor, tudo é motivo para escrever. Tudo leva à escrita. De um amor bem vivido à um amor mal resolvido. De uma cidade cinza ao mar azul. 
O escritor tem a capacidade de escrever de poemas melodramáticos à poesia amorosa. Tudo feito na mesma cabeça. Tudo feito pela mesma mão. Mas, nem tudo escrito com a mesma mente.
A mente do escritor evolui constantemente. A visão dele sobre determinado assunto hoje, não será a mesma amanhã.
O escritor gosta de te fazer pensar. Para ele, a escrita é uma arte. A vida é uma tela em branco e a escrita a colore.
Talvez a poesia que você leia seja sobre a vida do escritor. Talvez o poema fale sobre uma desilusão amorosa vivida por ele. Talvez. Como já dito: ele gosta de te fazer pensar.
O escritor gosta de suspense. A intenção é que você não fique satisfeito. Ele quer que você queira mais e mais do que ele tem a oferecer.
O escritor desperta curiosidade. Ele mostra para o mundo, o seu próprio mundo.
Não tente entender um escritor. Nem ele mesmo se entende. O escritor se descobre a cada dia. E a cada dia, ele descobre alguém novo para ser e um drama diferente para falar.
Sim, falar. Também se engana quem pensa que as palavras apenas se leem. As palavras escritas, são antes as palavras faladas por um coração.
Esta foi sua visita à mente do escritor. Agradeço sua presença e espero que volte sempre.


Share:

0 comentários