Noite fria.

Hoje eu só queria paz.
A paz de uma noite fria.
Eu que não sou grande fã do frio, hoje desejo uma noite fria.
Uma noite fria e chuvosa.
Aquelas noites gostosas para dormir ou apenas deitar a cabeça no travesseiro e viajar ao som da chuva lá fora.
Aquelas noites em que posso colocar um pijama velho e ir logo sozinha para debaixo das cobertas.
Hoje eu só queria paz.
A paz de uma noite fria.
Eu que não sou grande fã do frio, hoje desejo uma noite fria.
Aquelas noites gostosas para dormir abraçado de alguém ou apenas deitar a cabeça num peito acolhedor e viajar ao som da chuva lá fora.
Aquelas noites em que posso colocar um pijama velho e ir logo em meio a sorrisos e afago de corações com alguém para debaixo das cobertas.
Aquelas noites em que mais jogo conversas e sorrisos fora do que penso em dormir.
Em realidade, não são conversas e sorrisos jogados fora. São jogados para outra alma que me retribui. É como um bate e volta.
Aquelas noites em que sou eu mesma. Sem filtros, sem caras e bocas, sem preocupações. Apenas eu mesma, de cara lavada, franja bagunçada, um pijama velho, uma coberta e uma companhia. Apenas sentindo o calor do momento.
Hoje eu só queria paz.
A paz de uma noite fria.
Eu que não sou grande fã do frio, hoje desejo uma noite fria.
Aquelas noites em que o frio se sentirá apenas lá fora, pois o quarto... ah, o quarto se encontrará incendiado. 

Share:

0 comentários