Alma de pássaro.


Se você tem alma de pássaro como eu, vai entender o que digo. Não existe vida dentro da gaiola. Liberdade é tudo. Ressaltando, liberdade. Não libertinagem. É como diz o clichê: nossa liberdade acaba onde a do outro começa. 
Ser livre, pra mim, é a única forma de viver. Viver, eu digo, não apenas existir. 
As vezes, a gente se acostuma com certas coisas e esquece que está se prendendo ali. Criando raíz em um lugar que não é o seu lar. Você, que tem alma de pássaro, sabe o que eu estou falando. Nosso lar é o coração. A gente mora em nosso interior, porque podemos carregá-lo para qualquer lugar. Podemos ir até o Japão de barco, abrir um livro ou quem sabe, só se deitar na grama e olhar pro céu. E viajar. O coração viaja conosco pra onde a gente for. E isso, é exatamente o que procuramos todos os dias. Liberdade. Seja ela para voar alto ou para nem sequer sair do lugar.
Eu entendo que, algumas vezes você possa olhar pra uma pessoa e sentir vontade de fazer dela o seu lar. Mas, eu não acho que seja possível se aninhar em outro coração. Tudo bem, dá pra amar, dá pra ficar junto sim. Mas, não dá pra anular o nosso desejo de viver. E as vezes, a gente se prende em alguém e nem se dá conta disso. A vida vai passando e nós vamos deixando. Nos esquecemos da gente para viver no outro. A nossa alma vai se esvaindo, as asas são cortadas e a gente vai se apagando aos poucos. No fundo, sabemos que não devemos ficar ali. E nos preparamos para renascer e voar. 
Eu sei que você, que tem alma de pássaro, me entende. 
Ser livre e ser indiferente são coisas distintas. Ser livre é fazer ninho no próprio coração e visitar os ninhos alheios. Sempre que quiser, por quanto tempo desejar. 
Ser indiferente é nem sequer fazer um ninho. É trancar a gaiola e não permitir ninguém entrar.
Eu permito que visitem o meu ninho e também visito os ninhos de quem me convém. Só não permito que me façam abandonar o meu pra morar de aluguel em algum por aí. Isso não é ser livre. 
Você, que tem alma de pássaro, me entende. Nós temos asas. É impossível nos fazer parar de voar.

Share:

0 comentários