Deletei você de mim



É de verdade.
Eu não te tirei da cabeça e também, o Facebook sempre me lembra que há um ano atrás, eu te amei sem que houvesse limites. Hoje, meus pensamentos em você são limitados e a cada vez, limito menos tempo a isso.

De vez em quando, exito em olhar você de longe, ver como está. Aparentemente, vejo que está bem. Entrou na faculdade e parece ter tomado de fato um rumo na vida. Fico feliz por isso.
Porém, confesso que o mix de sentimentos é uma panela de pressão, com a qual estou aprendendo a lidar.

Não terminamos de maneira amigável como eu esperei. Mas, mesmo assim, procuro somente acreditar no "não era pra ser" e seguir em frente. Torço pelo seu sucesso e felicidade mas, que seja longe dos meus olhos.
Mas, que seja longe dos meus pensamentos.

Desejar estar longe não é sinal de raiva. É sinal de respeito ao meu interior. Não irei ficar me cortando com as suas lembranças e nem quero me afogar com suas frequentes visitas à minha timeline.
Achava até mesmo que, quando deletávamos alguém (da rede social ou da vida) era algo considerado criancice. Ledo engano.
Ou do contrário, sou a maior das crianças.

Deletei você da minha vida ontem.
Hoje, já não consegui e escrevi esse textinho pra te avisar que amanhã vou tentar te deletar novamente.

Lucas Iensen

Share:

0 comentários