Precisamos ter uma conversa sobre o Feminismo.



Precisamos falar sobre o feminismo. Sim, eu e você, caro leitor.
Vamos começar esclarecendo que, feminismo não é o contrário de machismo.
Machismo trata o homem como superior, já o feminismo busca a equidade. O objetivo do feminismo não é o de que as mulheres dominem o mundo.
Como já disse, feminismo = equidade.
Equidade: dar o que cada um precisa sem ser injusto com ninguém.
Você pode estar se perguntando por que não se chama igualitarismo, ou algo assim. E a resposta, é porque muitos grupos já tem seus direitos garantidos. Nós lutamos por uma minoria. Para que todas as mulheres, independente de classe social, raça, etc… tenham seus direitos garantidos e, inclusive, possam ter voz na sociedade. 
Por exemplo, não faz sentido lutar para que um homem possa ter a escolha de se depilar ou não, sendo que ele já pode fazer esta escolha sem ser julgado. As mulheres não tem essa liberdade, existe todo um julgamento da sociedade.
Quem me conhece sabe que, eu amo me cuidar, usar maquiagem e afins, e muitas vezes, já ouvi: "Nossa, você não tem cara de feminista, toda arrumadinha." 
Não existe “cara de feminista”. É questão de empoderar as mulheres para escolherem o que querem ou não fazer. 
Eu gosto de usar maquiagem, é uma escolha exclusivamente minha. Feminismo é também sobre poder escolher o que você quer, e não o que a sociedade impõe para você.
Agora que, você sabe o que é o feminismo, vamos para uma segunda parte: as vertentes. Existem várias. Como a maioria das mulheres, eu conheci o movimento através do feminismo liberal. A campanha #HeForShe, da atriz Emma Watson, é um exemplo de feminismo liberal. Hoje, acho que me encaixo mais no feminismo interseccional, que considera as diferenças entre as mulheres e luta para conciliá-las também. Por exemplo, ainda hoje, infelizmente, as mulheres de classes mais baixas não tem os mesmos direitos que as de classes mais altas. O feminismo interseccional, busca conciliar e ajudar nessas diferenças. Também, é o feminismo mais receptivo para homens participarem. Sim, homens podem ser feministas, caso você não saiba.
Existem outras vertentes, como o feminismo radical, o feminismo negro, etc. Mas, falaremos disso em um próximo texto.
Desde criança, implico com gente machista. Nunca aceitei ouvir um “Desse jeito nenhum homem vai te querer”, sem ao menos dizer que, eu não dependo de macho para viver. Então, acho que mesmo quando ainda não sabia o que era feminismo, já tinha atitudes feministas.
O primeiro passo para se lutar contra o machismo, é a união entre as mulheres. Existe muita mulher machista por aí, e são essas manas que mais precisam da nossa ajuda. Vamos ser mais empáticas e praticar a sororidade por aí. 
Sororidade: é a união e aliança entre mulheres, baseado na empatia e companheirismo, em busca de alcançar objetivos em comum.
Unidas somos ainda mais fortes e, podemos sim, combater toda essa opressão que, em pleno século XXI ainda existe em nossa sociedade.
Falei breve e resumidamente sobre o feminismo, mas, com certeza virão mais textos sobre o tema por aí. <3


xoxo 

Share:

0 comentários