Dias nublados fazem bons sobreviventes



Dias nublados fazem bons sobreviventes


     Quem nunca passou por aqueles dias em que se a gente pudesse prever o futuro, escolheria não ter levantado da cama? Pois é, esses são os famosos "dias ruins". Aqueles que nos fazem agradecer pelo dia ter apenas 24 horas.

     No entanto, esses dias não nos trazem somente coisas ruins, pois até mesmo deles, podemos extrair grandes lições. Assim como um mar calmo nunca fez bom marinheiro, dias bons nunca fizeram boas pessoas. Momentos felizes são excelentes, sem dúvida, mas raramente olharemos para eles com olhos de aprendizagem e sabedoria. Mas, por incrível que pareça, podemos olhar dessa forma para os dias ruins.

     Uma situação ruim ou constrangedora, um contratempo, imprevistos e outras eventualidades que ocorrem em nosso dia a dia para as quais não estávamos preparados, nos fazem ficarmos mais astutos e sagazes para as possíveis próximas vezes. Quando vivenciamos algo que não nos agrada, passamos a agir de maneira com que uma outra situação como estas, possa ser evitada. E aí entra o aprendizado. Passamos a pensar no que fizemos da última vez que não deu certo, o que podemos fazer para melhorar, o que precisamos deixar de fazer... E assim, aos poucos, vamos conquistando a tão famosa "evolução".

     É de ciência geral que não há modo melhor de aprender algo do que cometendo alguns erros antes. Tais erros deveriam ser mais valorizados e até bem vistos por nós, uma vez que eles são a causa da nossa melhora condicional que inicia uma sequência de acertos. E não somente acertos, mas lições para levarmos para a nossa vida e passarmos adiante.

     Certamente, veremos outras pessoas ao nosso redor inseridas em contextos e situações que já vivenciamos e já obtivemos experiências e lições em cima daquilo. Portanto, surgirão oportunidades de praticarmos a sublime caridade da vida que é: o amor ao próximo. Não adianta adquirir tantas e tantas lições e não ensinar isso a alguém para que outras pessoas também possam fazer bom proveito. Afinal, o verdadeiro sentido da vida está em encontrar o seu grande tesouro, descobrir a sua missão, e assim, guiar outros na busca e descoberta dos deles.

     Então, que valorizemos mais os nossos dias nublados, os nossos erros e nossas experiências ruins, pois eles podem nos levar, e levar tantos outros a nossa volta, a lugares bem altos, se soubermos aproveitá-los da melhor maneira. Pois até de um dia nublado, podemos extrair coisas boas.

                                 E até a eles podemos sobreviver. Você vai sobreviver. Acredite.

                 E assim vamos vivendo um dia de cada vez. Porque é só um dia ruim, não uma vida ruim.

Share:

1 comentários

  1. Esse texto pequeno mas tão grande no conteúdo e cheio de sabedoria. Parabéns mais uma vez suas palavras me fizeram muito bem.

    ResponderExcluir