Idiotice é de quem traiu

Photo by Ian Espinosa on Unsplash


Quem já passou por uma traição sabe o quanto é dolorido o sentimento de: puta merda, fui um idiota. E sim, é um sentimento válido, porque quem sabe, você fora avisado. Amigos já disseram que não confiavam em fulano ou que achavam isso e aquilo.
Mas, você foi um muro.
Um muro blindando a outra pessoa de toda e qualquer culpa. Blindando-a, até mesmo, de seu passado sujo (afinal é passado, né?). Você se vira contra amigos, familiares e até mesmo contra si mesmo, porque lá no fundo, você quer pular de paraquedas com alguém.

Mas, o que ninguém espera, principalmente quando se coloca todos os sonhos na frente de determinada pessoa, é que ela te traia.
Seu paraquedas não abre e você cai na realidade: foi feito de idiota.

A queda é dura. Nem todos sobrevivem. Alguns caem no limbo macabro de: não acredito mais no amor, e passam a viver vidas totalmente desacreditadas e sempre com um pé atrás com as pessoas.

Francamente, deixe disso.
Tombos são inevitáveis quando estamos aprendendo a caminhar e até nas mais simples emoções, não é diferente. No amor não é diferente. Talvez só seja mais dolorido. Mas assim como aquele arranhão da queda de bike, dor de amor passa.

E se te conforta, digo e repito: idiotice é de quem traiu.
Se você dá amor. Certo você.
Se alguém não sabe receber, dê a quem sabe.


Por Lucas Iensen  

Share:

0 comentários