Nós somos e carregamos um iceberg.


Nós somos e carregamos um iceberg.
Já ouviu falar daquela velha história de que vemos apenas a ponta do iceberg? É isso mesmo.
Nós somos um iceberg inteiro, mas os outros só veem aquela pequena pontinha.
Somos um iceberg inteiro de emoções, sentimentos, saudades, dores, vontades, inquietações, desejos, tristezas e alegrias.

Existem pessoas que permitimos que vejam um pouquinho além da ponta do iceberg. Confiamos, desabafamos, abraçamos e retribuímos. Também conhecemos o iceberg delas.
Porém, a maioria vê apenas a superfície.

Nos escondemos atrás de um iceberg enorme e é erro nosso achar que as pessoas são obrigadas a adivinhar o que carregamos. Nós também não sabemos o que elas carregam.
Nós nunca teremos a capacidade de saber o que acontece na vida de alguém. Nossa responsabilidade é sempre tratar o próximo da forma que queremos que tratem a nós.

Precisamos aprender a dar suporte e abrir nossos ouvidos e nossos braços. Precisamos ouvir o que as pessoas precisam dizer e abraçá-las. Talvez, ela queira gritar para o mundo algo que a sufoca. E naquele momento, você será o mundo para o qual ela irá gritar. Você será o abraço para o qual ela vai se lançar. E nunca esqueça que amanhã quem precise gritar, talvez seja você.

Precisamos aprender que todos carregam um iceberg atrás das costas. Nós também carregamos. É tudo uma questão de apoio. Precisamos do apoio um do outro. Ninguém veio ao mundo para enfrentar as sobrecargas sozinho.
Talvez você só enxergue aquela pequena pontinha do iceberg, mas nunca esqueça que existe muito mais. Procure enxergar.

O iceberg é sustentado pela água. A vida faz com que nosso iceberg aumente constantemente, mas podemos e devemos ser o nosso sustento e apoio em meio ao caos. Temos o livre arbítrio de escolher nos sustentarmos ou afundarmos. Podemos afogar no caos, ou na esperança. Podemos afundar no desespero de um mar agitado, ou afundar na coragem de saber que a calmaria do mar se aproxima. Somos nosso próprio iceberg e nosso próprio salva vidas. Carregamos o peso, mas salvamos nossas vidas e a de quem mais precisar.

Share:

0 comentários