Hoje, só hoje, eu quero tu.


Hoje, só hoje, eu quero tu.
Talvez não por apenas um dia, mas preciso ir com calma. Não por medo, já que eu sou a personificação da intensidade. Mas não acho que nesse momento dariamos certo. Não por muito tempo, digo.
Hoje, só hoje, eu quero tu.
É como diz Jota Quest,
“Hoje eu preciso tomar um café ouvindo você suspirar, me dizendo que eu sou o causador da tua insônia, que eu faço tudo errado sempre.”
A realidade é que eu faço tudo errado mesmo e gosto de ser assim. Errada. Ser certinha e andar nos trilhos não combina comigo.
Combina contigo, receio eu. Não te peço pra ser meu equilíbrio porque eu não pretendo estar equilibrada. Sou feliz assim, doidinha de pedra.
Mas acho que, só hoje, eu seria mais feliz contigo.
Hoje, só essa noite.
Hoje, só hoje, eu quero tu.

Share:

0 comentários