Sobre responsabilidade afetiva e nossos relacionamentos


Eu não acho que beijar alguém que a gente não ama seja perda de tempo. Não acho mesmo. Existem sentimentos diferentes e cada um sabe exatamente o que se passa no próprio peito. O que existe é a tal da responsabilidade afetiva. Essa sim é essencial. A gente já tá cansado de ouvir que mentira só faz mal, mas raramente conseguimos ser realmente transparentes. Eu entendo que não é fácil dizer a verdade, as vezes, mas é o que se deve fazer.
Tudo bem beijar uma pessoa que, tu sabe: não é o amor da sua vida. Só não tá tudo bem quando ela não sabe disso. E aqui, eu não digo só de ilusão que a gente causa intencionalmente no outro. Estou falando de quando a gente não tem coragem, ou acha que não tem necessidade de deixar tudo as claras.
As vezes, é complicado chegar pra alguém que você gosta e dizer que o que vocês estão vivendo é só um momento. Mas, tenho certeza que tu concorda que é o certo a se fazer. Tu gostaria de saber se fosse contigo.
É isso, responsabilidade afetiva.
Você pode beijar quantos quiser e quando bem entender, desde que, deixe claro a cada um, os teus sentimentos.
Não é errado beijar por beijar.  Não é errado ser “de ninguém”. Errado é mentir. Criar no outro, um sentimento que tu sabe que não vai corresponder.

Share:

0 comentários