Música de elevador.



Hoje eu ouvi a nossa música e nem só de saudades vive um homem. Eu estava em uma loja de departamentos quando de repente comecei a ouvir aquele violão característico, familiar. Eu sabia que aquela música não seria qualquer uma dessas que tocam nas rádios, ou que estão na Billboard top 100.


Um embrulho me veio ao estomago pois não posso compartilhar mais desse momento contigo. Estou aqui apenas torcendo pra que você leia esses meus desabafos na internet e saiba que eu escutei Green Eyes e acabei lembrando de você.

Estou quase trocando de religião pra ver se alguma volta no tempo e eu te deixo antes de você deixar esse buraco de lembranças mal lembradas que você deixou. 
Troquei a minha faculdade. Deixei a publicidade e fui pra medicina pra ver se eu aprendo a fazer um transplante de coração e coloco um sem as memórias que me remetem a você.
Brilho eterno de uma mente sem lembrança.

Essa musica de elevador e as ligeiras saudades, se acabaram assim que troquei de andar. Troquei de prédio. 


De qualquer forma, é inevitável eu não me pegar lembrando de na frente do monitor eu quase chorar de tão linda era essa música quando o refrão atingia seu ápice. Você sempre teve bom gosto (e nisso eu me incluo). Porém, escolheu alguém difícil de lidar.
À sua família, meus pêsames.
Afinal, pra mim você morreu.



Lucas Iensen

Share:

0 comentários