Seja leve!



Eu não tenho uma equação para ser feliz (seria bom se a tivesse), mas tenho para ser menos infeliz: guarde da vida só o que não deve ser dispensado. O que quero dizer com isto?

Não guarde rancor: guarde fôlego para sorrir com quem ama. Seu rancor não será capaz de mudar o comportamento alheio, e o único efeito dele é em você mesmo.
Dispense a raiva: seu coração vai sofrer a toa. Talvez isto afete a outra pessoa também, mas garanto que é mais provável atingir quem não tenha nada a ver com a história, criando mais problemas. 


Não guarde ódio: guarde dinheiro pro sorvete no final de semana com seus amigos. Ódio não é e nunca será combustível de qualquer boa máquina.
Inveja? Deixe para trás. Ao invés de querer o que o outro possui, corra atrás! A única coisa que vem de graça do céu é chuva. Tente observar o que a outra pessoa fez e você não para obter aquilo que te desperta inveja e, se espelhando nisso, aja! E não estou falando de coisas materiais!


Soberba, egoísmo? Pra que? Se colocar no alto só para tomar um tombo maior? Quanto mais quiser subir, mais distante ficará das pessoas que estão bem aqui em baixo. Vai querer mesmo subir tanto na escada do próprio ego pra ficar longe de tudo e todos?
Ira? Seja manso. Evita muito escândalo e muitos "putz, não devia ter feito isso". Seja intenso apenas nas coisas boas.


Vingança? Tudo bem que sou vingativo, mas convenhamos: quando você aprende a perdoar, percebe o peso que sai de você. Olhe o outro lado, veja se você também não errou, e mesmo que não esteja errado, o único legado de não liberar perdão é amargura e dor. Vai aguentar essa acidez da vingança te corroendo? 


Seja leve! Das partes ruins da vida tire lições e deixe o vento do tempo carregar o resto para longe. Seja agradável: isso aumenta sua auto estima e traz pessoas boas para perto. Sendo cada um de nós mais leves não criaremos o mundo mais suave que tanto falamos e almejamos? 




Stephen S. Madeira

Share:

0 comentários