A questão é que eu gosto do teu toque



É estranho demais eu estar gostando de você, pois tudo aconteceu como um botão on/off do qual eu não vi ninguém ligar em mim. Foi natural.

Um assunto foi puxando outro e quando notei eu já estava perdidamente entregue à um amor do qual não sei mensurar. Senti ciúmes antes mesmo de pegar na sua mão.
Tu penetrou nas minhas veias e juntamente com meu sangue percorreu por todo meu corpo. Tenho arrepios só de te ver. Arrepios bons, daqueles que a gente até tenta negar mas acaba pedindo por mais.

É bom explorar esses atalhos que estamos conhecendo um do outro. Teu corpo é um livro que quero demorar pra ler. E, mesmo depois de ler, quero ler novamente e novamente.

A questão é que eu gosto do teu toque. Toque cobertor que me cobre de todo medo e me esquenta, tirando de vez toda a frieza que uma vida sem ti pode ter.
Brinco com seus dedos e os meço todos os dias.
A gente de fato combina um com o outro.
Preto no branco.

Amor, tô com frio.
Pode vir me cobrir?



Lucas Iensen

Share:

0 comentários