(Re)médio








       
      Queria mesmo um remédio
      Daquele bem forte
      Não o que livra da morte
      Mas aquele que cura do tédio
       
      Queria mesmo um remédio
      Daquele bem forte
      Não o que vem do minério
      Mas aquele que conforte
       
      Às vezes são o remédio
      Às vezes sou o remédio
      Às vezes é só o médio
       
      São, sou
      Olha só!
      Pra variar o remédio acabou


      
      -Rafael Melo

Share:

0 comentários