Me rendo


Por favor, não olhe assim para mim
Não lance sobre mim este olhar
Apoiada na porta enquanto tento ir embora
Não tenho forças pra lutar contra seu desejo por mim
Preciso ir, já deu minha hora. Te prometo que nos veremos amanhã
Mas por favor, não me olhe assim apoiada na porta do seu ap

Não pisque para mim
Não me chame de volta sussurrando
Pois assim me rendo a ti
Você sabe como eu queria voltar
Ficar mais um pouco deitado com você

Sentir e deixar em mim mais um pouco do teu perfume
Deixar você sentir meu peito pular de paixão por ti
E tocar teu rosto macio e delicado

Não quero lembrar neste momento quão bom foi ter você em meus braços
Ou ouvir você cantar comigo enquanto sorria para mim naquele sofá
Definitivamente dispenso agora qualquer memória de tudo aquilo
Pois preciso ir para a casa, e infelizmente minha casa (ainda) não é nossa
Dolorido é abrir a porta daquele elevador, não para subir, mas para descer
Mas assim foi, é e será
Até que um dia, compartilhemos o mesmo lar.


Stephen S. M.

Share:

0 comentários