Mergulhei


Sem nunca antes ter tentado
Fiz como pelos outros foi mostrado
Subi as escadas do trampolim
Mal sabia o que aguardava por mim

Até a ponta dele caminhei
E mesmo com medo, pulei
Mas eu não sabia que pularia
Rumo aquilo que me machucaria

A piscina era rasa, não tinha profundidade
O mergulho parecia ser uma fatalidade
Ao fundo eu cheguei
E ali mesmo fiquei

Resgatado fui após quase me afogar
Jurei a mim mesmo ser sensato e nunca mais pular
De cabeça em uma piscina vazia
Meu desejo por salto ali terminaria

Mas descobri que eu não era meu dono
Pois não tardou até que doesse o abandono
Você lá de baixo me chamou
E de paixão meu peito se abrasou

Mesmo com medo resolvi não hesitar
Subi rápido, ansioso para pular
Confiei na sua voz
A ti me entreguei de maneira veloz

Em suas águas eu mergulhei
Pela falta de fé, pelo fundo esperei
Mas desta vez ele não chegou
Pois a piscina você com seu amor inundou

Feliz eu que arrisquei
De traumas antigos me livrei
Pulei de cabeça sem pudor
Mergulhei profundamente em seu amor


Stephen S. M.

Share:

0 comentários